23.11.2015

11º Encontro Anual de Usuários - EAU

Competitividade é condição imprescindível para ultrapassar a crise econômica desafiadora que o país enfrenta hoje, talvez a pior desde os anos 90, e que afeta diretamente toda a cadeia produtiva nacional e regional. Esse foi o tom dado pelo presidente da Associação de Usuários dos Portos da Bahia – Usuport, Marconi Andraos Oliveira, na abertura da décima primeira edição do Encontro Anual dos Usuár

Competitividade é condição imprescindível para ultrapassar a crise econômica desafiadora que o país enfrenta hoje, talvez a pior desde os anos 90, e que afeta diretamente toda a cadeia produtiva nacional e regional. Esse foi o tom dado pelo presidente da Associação de Usuários dos Portos da Bahia – Usuport, Marconi Andraos Oliveira, na abertura da décima primeira edição do Encontro Anual dos Usuários (EAU).

O evento, que ocorreu na tarde da última segunda-feira (23), no auditório da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (Fieb), teve como tema  “Competitividade, a saída para a crise”. Especialistas apontaram problemas e gargalos da infraestrutura logística de transportes e debateram soluções para alavancar a economia  baiana.

Paulo Villa, Diretor-executivo da Usuport, apresentou um balanço do setor de portos, rodovias e ferrovias em 2015 e defendeu a ampliação dos portos de Aratu e Salvador, visando a retomada do crescimento na movimentação de cargas, de acordo com a Agenda Mínima da Bahia 2015-2018 - Infraestrutura de Transporte de Cargas, produzida pela Usuport.

“A movimentação das cargas nos portos públicos, até 2004, crescia a uma taxa de 8,5% ao ano. Após esse período, a movimentação andou de lado e a estagnação se reflete negativamente no PIB da Bahia, que foi rebaixado da 6º para a 7º posição no ranking nacional”, destaca Villa.

Consultor de ferrovias da Usuport, Rafael Vasconcellos, apresentou um levantamento sobre as ferrovias baianas, criticando o abandono de linhas férreas e a falta de conexões ao longo da principal rede em construção, a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (FIOL). Para ele, “sem conexão não há logística”.

Já o professor de de Economia da Universidade Federal da Bahia, Oswaldo Guerra, detalhou o conceito de competitividade, contextualizando a sua importância na economia baiana, nacional e internacional.

Por fim, o economista e cientista político Paulo Fábio Dantas Neto, contextualizou o cenário político em meio à crise econômica que o Brasil atravessa, apontando os principais atores e indicando suas perspectivas futuras.

O 11º EAU contou ainda com as presenças do diretor da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), Mário Povia, do superintendente de Comércio e Serviços da Secretaria estadual de Desenvolvimento Econômico, Reinaldo Sampaio, representando o secretário Jorge Hereda, do presidente da Associação Comercial da Bahia, Luiz Fernando Studart Ramos de Queiroz, do comandante Luciano Moraes, representante da Capitania dos Portos, e do diretor  e coordenador de Comércio Exterior da Fieb, Angelo Calmon de Sá Júnior, representando o presidente da entidade, Ricardo Alban, além de associados e empresários de comércio exterior.

- Discursos e Apresentações

Discurso de Marconi Andraos Oliveira

Apresentação de Paulo Villa

Apresentação de Rafael Vasconcellos

Apresentação de Oswaldo Guerra

Apresentação de Paulo Fábio Dantas Neto

- Galeria de fotos
https://goo.gl/photos/MUK2dX2T8Mz4bWrX7

- Clipping:

Clipping - 11º EAU from comunicacaousuport



 

 

 

Edições: 

10° EAU - 26/11/2014

9° EAU - 29/11/2013

8° EAU - 30/11/2012

7° EAU - 30/11/2011

6° EAU - 06/12/2010

5° EAU - 23/11/2009

4º EAU - 03/12/2008

3º EAU - 03/12/2007

2º EAU - 13/12/2006

1º EAU - 23/12/2005

Local do Evento: Auditório da Federação das Indústrias do Estado da Bahia - Fieb