Caso não consiga ler este email, por favor clique aqui

Usuport nº 395   
 
01 de Mar de 2021  

Decreto certifica inclusão da Codeba em Programa de Desestatização

       

 
  Decreto certifica inclusão da Codeba em Programa de Desestatização  
 

Publicado no Diário Oficial da União do dia 23/02, o decreto Decreto nº 10.635 qualificou os Portos Organizados de Salvador, Aratu-Candeias e Ilhéus, na Bahia, além da Companhia das Docas do Estado da Bahia (Codeba), no Programa de Parcerias e Investimentos (PPI) e os inclui no Programa Nacional de Desestatização. O Ministério da Infraestrutura será responsável pela elaboração dos estudos de modelagem. O objetivo é que a concessão dos empreendimentos traga maior competitividade ao país com a expansão e aperfeiçoamento da infraestrutura de transportes.

 
  Usuport oficializa proposta de exclusão do corredor Minas-Bahia na renovação da FCA  
 

Precursora da proposta de exclusão do corredor Minas-Bahia da renovação antecipada de concessão da Ferrovia Centro-Atlântica, para licitação independente até 2025, a Usuport oficializou as sugestões em contribuições encaminhadas à Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) em Audiência Pública. O intuito da Associação é a prestação do serviço público adequado de transporte ferroviário de cargas no corredor, atualmente fora dos planos da concessionária. A iniciativa, inclusive, somada a uma disputa entre Estados pelos investimentos da outorga, levou o Ministério da Infraestrutura a criar um grupo de trabalho para reavaliar a proposta da VLI. Confira aqui o documento de contribuições na íntegra clicando aqui.

 
  Mineradoras próximas à FCA escoaram mais de 6 milhões de toneladas por caminhão em 2020  
 

Segundo levantamento feito pela Companhia Baiana de Pesquisa Mineral (CBPM) na base de dados de da Agência Nacional de Mineração, mais de 6 milhões de toneladas de minérios foram produzidos a menos de 50km da Ferrovia Centro-Atlântica (FCA) em 2020. No entanto, as mineradoras optam por escoar a produção por via rodoviária, espantadas pelo alto valor de frete cobrado pela VLI, concessionária responsável pela operação da FCA. Os principais polos apontados pela CBPM são as cidades de Brumado, Maracás, Juazeiro, Jaguarari e Campo Formoso, todas atendidas pelo traçado da ferrovia e possibilitando uma ligação direta com o Porto de Aratu, em Candeias.

 
  Concentração no transporte marítimo preocupa CNI  
 

De acordo com estudos da Confederação Nacional da Indústria (CNI), o número de empresas de navegação que transportam contêineres no Brasil caiu de 23, em 2015, para 14, em 2019. Destes, oito são grandes companhias, reunidas em três alianças globais nas quais compartilham operações. A CNI argumenta que o resultado da concentração é a queda da concorrência, o que amplia a pressão sobre os fretes e favorece arbitrariedades como a criação de taxas e o cancelamento de escalas sem aviso prévio. O estudo aponta ainda que, nos últimos anos, caiu muito o número de serviços operados nos portos brasileiros. Com isso, os usuários têm menos opções de viagens e escalas para transportar suas cargas ao destino final. Em 2015, as transportadoras de contêineres operavam 94 serviços por semana no Brasil. Ao fim de 2019, o número havia caído para 66.

 
  Pesquisa divulga panorama do transporte rodoviário de cargas  
 

Pesquisa do Instituto Paulista do Transporte de Cargas (IPTC), órgão vinculado ao Sindicato das Empresas de Transportes de Carga de São Paulo e Região (Setcesp), consolidou um panorama geral do ano de 2020, tendo como principais dados a queda de 0,32% no volume transportado em relação ao ano de 2019 e a capacidade ociosa apresentada por 55% das empresas. O relatório ‘Sondagem do TRC’ prevê que 76% das transportadoras pretendem fazer investimentos em novas tecnologias em 2021, ao passo que 96% irão investir em treinamentos para seus colaboradores. Clique aqui para ver a íntegra da pesquisa.

 
  MSC prestes a assumir liderança no ranking de transporte de contêineres  
 

A MSC está prestes a superar a Maersk como transportadora de contêineres. É o que prevê os dados da Alphaliner, referência mundial em transporte marítimo regular. A Mediterranean Shipping Co (MSC), agora administrada pelo ex-COO da Maersk, Soren Toft, deve assumir o posto, após um quarto de século de liderança da Maersk. Um dos fatores que impulsionam o crescimento da MSC são os investimentos em mercados de segunda mão. A empresa tem encomendas de construção de navios de 24 mil TEUs.

 
 

 

 
Av. Tancredo Neves, n 1222, Ed. Catabas Tower - s/813, Caminho das rvores, Salvador - Bahia. CEP: 41820-020   Telefax:(71) 3241-7337 usuport@usuport.org.br
www.usuport.org.br
Não responda este e-mail. Qualquer dúvida entre em contato conosco através de nosso website.