Caso não consiga ler este email, por favor clique aqui

Usuport nº 392   
 
18 de Jan de 2021  

Portos públicos baianos têm movimentação recorde

 
  Portos públicos baianos têm movimentação recorde  
 

Os portos públicos de Salvador, Aratu-Candeias e Ilhéus registraram em dezembro de 2020 seu melhor resultado em volume de cargas movimentadas, 1.095.054 toneladas, um crescimento de 31,5% em relação ao mesmo período do ano anterior. O volume acumulado do ano comprova a estabilidade no desempenho econômico dos portos baianos, apesar do cenário internacional adverso devido à pandemia. Em 2020, foram movimentadas 11.637.780 toneladas, contra 11.648.966 em 2019. Quanto ao tipo de carga, destaque para o aumento na movimentação de produtos gasosos (21,40%), granéis sólidos (9,53%) e carga geral (25,89%). O Porto de Salvador fechou o balanço anual em 5.197.659 toneladas, alta de 1,28%, em relação a 2019, enquanto o Porto de Aratu alcançou a marca anual de 6.118.026 toneladas. A nafta respondeu por cerca de 70% das importações de granéis líquidos. Já o Porto de Ilhéus registrou aumento de 118,46% nas movimentações de carga geral e granéis sólidos.

 
  Desestatização da Codeba vai modernizar gestão portuária  
 

Com o projeto qualificado no Conselho do Programa de Parcerias de Investimentos (CPPI) do Ministério da Infraestrutura, em dezembro de 2020, a desestatização da Companhia das Docas do Estado da Bahia (Codeba) está prevista para o último trimestre de 2022. Segundo o Ministério da Infraestrutura, a companhia obteve resultados financeiros positivos entre 2015 e 2019, o que, ao contrário de outras que estão na lista de desestatização, não deve precisar fazer “saneamento” financeiro da administração. O objetivo da desestatização é modernizar a gestão portuária e atrair mais investimentos para o setor, através de parceria com o setor privado.

 
  Governo abre consulta pública sobre Plano Setorial de Transportes Terrestres  
 

Está publicada no site do Ministério da Infraestrutura a proposta básica para o Plano Setorial de Transportes Terrestres (PSTT). O texto, que tem o objetivo organizar as iniciativas táticas para o trânsito e os subsistemas de transporte rodoviário e ferroviário de cargas e passageiros no Brasil, está aberto para a leitura e comentários até o próximo dia 22. A Consulta Pública pretende "ampliar o debate e ouvir demais órgãos e instituições governamentais, a iniciativa privada e a sociedade como um todo quanto a contribuições, comentários e considerações, para consolidar e definir as diretrizes a constarem no Plano Setorial", segundo o documento. Para participar, é necessário fazer o cadastro na plataforma Participa + Brasil, da Presidência da República e acessar a página específica da consulta, no endereço: https://www.gov.br/participamaisbrasil/plano-setorial-de-transportes-terrestres-pstt.

 
  Projeto libera navios estrangeiros entre portos brasileiros  
 

Foi enviado ao Senado o Projeto de Lei 4199/20, do Poder Executivo, aprovado pela Câmara, que libera progressivamente o uso de navios estrangeiros na navegação de cabotagem (entre portos do mesmo país, ao longo da costa) sem a obrigação de contratar a construção de embarcações em estaleiros brasileiros. A partir da publicação da futura lei, as empresas poderão afretar uma embarcação a casco nu, ou seja, alugar um navio vazio para uso na navegação de cabotagem. Depois de um ano da vigência da lei, poderão ser dois navios; no segundo ano de vigência, três navios; e no terceiro ano da mudança, quatro navios. Daí em diante, a quantidade será livre, observadas condições de segurança definidas em regulamento. Em qualquer situação de afretamento prevista no projeto, os contratos de trabalho dos tripulantes de embarcação estrangeira afretada seguirão as normas do país à qual pertence a bandeira usada pelo navio.

 
  Juazeiro é a melhor cidade do Brasil para o agronegócio  
 

Uma pesquisa realizada pela consultoria Urban Systems mostra Juazeiro (BA) como uma das cidades mais atraentes para investimentos na área do agronegócio. O estudo, realizado em 2020, levou em conta o crescimento da produtividade, o aumento das exportações, a média salarial dos trabalhadores e outros cinco indicadores analisados. O município baiano teve uma expansão de 56% na produção agrícola entre janeiro e agosto de 2020, comparado ao mesmo período de 2019, e um saldo positivo de 2.583 empregos. As exportações de produtos também cresceram (em valor) 17,56% em relação ao mesmo período do ano anterior. Ainda registrou crescimento na produção (em valor de produção), nos três segmentos analisados: 56,31% na lavoura permanente; 14,56% na lavoura temporária; e 21,5% na pecuária. Petrolina (PE) figura em segundo lugar no ranking.

 
  Bahia tem safra recorde de grãos em 2020  
 

O décimo segundo Levantamento Sistemático da Produção Agrícola (LSPA), relativo a dezembro do ano passado, confirmou a produção baiana de 10 milhões de toneladas de cereais, oleaginosas e leguminosas em 2020, o que representou uma expansão de 21,5% na comparação com 2019, apesar da pandemia. O estudo é realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), sistematizado e analisado pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI). A produtividade média dos grãos estimada é de 3,2 toneladas, cerca de 22% superior à do ano passado.  A soja ficou estimada em cerca 6,1 milhões de toneladas, a segunda maior da série histórica do levantamento. A safra de milho encerrou o ciclo com 2,6 milhões de toneladas, alta de 49,3% em relação a 2019.

 
 

 

 
Av. Tancredo Neves, n 1222, Ed. Catabas Tower - s/813, Caminho das rvores, Salvador - Bahia. CEP: 41820-020   Telefax:(71) 3241-7337 usuport@usuport.org.br
www.usuport.org.br
Não responda este e-mail. Qualquer dúvida entre em contato conosco através de nosso website.