Usuport defende ajustes em editais de licitação do Porto de Aratu

16 de setembro de 2020 às 10:57

Usuport defende ajustes em editais de licitação do Porto de Aratu

O projeto necessita de ajustes para atender às reais demandas, presentes e futuras, das empresas de comércio exterior da Bahia.

O Ministério da Infraestrutura publicou o edital de licitação de dois terminais no Porto de Aratu (ATU 12 e ATU 18), com leilão previsto para 18 de dezembro. Na avaliação da Usuport, que reivindica desde 2004 a licitação do equipamento, o projeto necessita de ajustes para atender às reais demandas, presentes e futuras, das empresas de comércio exterior da Bahia. Para a Associação, o modelo do governo não promove a modernização do porto, ao manter equipamentos obsoletos, layout inadequado e subdimensionar a capacidade de movimentação de cargas. A proposta causou estranheza e perplexidade nos usuários do Terminal de Graneis Sólidos (TGS) do porto pelas baixas capacidade e produtividade do terminal a ser arrendado, não atendendo à economia da Bahia. Vale ressaltar que a Usuport contribuiu com propostas técnicas para a audiência pública realizada pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq), que não foram consideradas.