Caminhoneiros protestam contra PDZ de Santos

01 de setembro de 2020 às 00:03

Caminhoneiros protestam contra PDZ de Santos

Segundo a categoria, o plano diminuirá os postos de trabalho dos caminhoneiros já que prevê a expansão de áreas e ampliação do modal ferroviário

Os caminhoneiros da Baixada Santista, no litoral de São Paulo, realizaram, no dia 27 de agosto, uma carreata contra o Plano de Desenvolvimento e Zoneamento (PDZ) do Porto de Santos. Segundo a categoria, o plano diminuirá os postos de trabalho dos caminhoneiros já que prevê a expansão de áreas e ampliação do modal ferroviário. Os caminhoneiros também são contrários ao arrendamento de duas áreas destinadas às operações de celulose no Porto de Santos. Enquanto os contêineres eram transportados pelos autônomos, a nova carga chegará através das linhas férreas da região. De acordo com o presidente da Associação dos Caminhoneiros do Estado de São Paulo, Alexsandro Viviani, o PDZ pretende implementar a movimentação de celulose e grãos na Ponta da Praia, diminuindo o transporte de contêineres, que gera diversos empregos. "Quando fecharam a Libra, sete mil pessoas ficaram desempregadas. Agora, querem fechar mais duas grandes empresas da região".