28 de julho de 2020 às 10:40

Demanda por frete rodoviário pelo agronegócio aumentou 25% em junho

No acumulado dos primeiros seis meses do ano, a demanda do setor aumentou 11% em relação ao intervalo correspondente de 2019

O número de fretes para o agronegócio cresceu 25% em junho na comparação com igual mês do ano passado, aponta estudo mensal realizado pela Repom, empresa de soluções de gestão e pagamento de despesas para frota própria e terceirizada da Edenred Brasil.

No acumulado dos primeiros seis meses do ano, a demanda do setor aumentou 11% em relação ao intervalo correspondente de 2019, informou a Repom em nota.

“O que vimos em maio, e agora confirmamos em junho, é que o setor continua em plena atividade”, disse no comunicado o diretor de Mercado Rodoviário da Edenred Brasil, Thomas Gautier. O Índice de Fretes e Pedágios Repom (IFPR) também analisou fretes específicos para as cidades portuárias, apontando crescimento de 31,7% em junho ante igual mês de 2019. A rota de Itajaí (SC) apresentou número duas vezes maior, seguida pela de Santos (SP), que teve crescimento de 50%, e de Miritituba (PA), com 22%.

Fonte: Broadcast Agro