Maersk prevê retração de 25% em importações

01 de junho de 2020 às 08:22

Maersk prevê retração de 25% em importações

As exportações tendem a se manter mais resilientes.

O presidente da Maersk para a América Latina, Lars Nielsen,  acredita que a região deverá sofrer uma retração de até 25% em suas importações no segundo trimestre, mas as exportações tendem a se manter mais resilientes. Em entrevista ao jornal Valor, o executivo disse que a empresa ainda não revisou sua projeção para o Brasil em 2020, devido às incertezas quanto à duração das medidas de isolamento social. Antes mesmo da chegada do coronavírus no país, porém, a perspectiva já era de um “crescimento modesto” para o mercado de contêineres brasileiro, de 3,8%, considerando importações e exportações. A projeção da companhia foi feita com base nos indicadores da China, primeiro país a sofrer os efeitos da crise provocada pelo covid-19, e que hoje está com as atividades praticamente normais.