TCU libera renovação antecipada da ferrovia Malha Paulista

02 de dezembro de 2019 às 12:01

TCU libera renovação antecipada da ferrovia Malha Paulista

A decisão abre caminho para renovações de pelo menos outros quatro grandes contratos de concessões ferroviárias.

O Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou, em reunião plenária de 27 de novembro, a prorrogação antecipada do contrato de concessão da ferrovia Malha Paulista, da Rumo, que atravessa todo o interior de São Paulo até o Porto de Santos, e se tornará paradigma para as demais concessões. O contrato, que venceria em 2028, ganhou mais 30 anos e se estenderá até 2058, com antecipação de investimentos da ordem de R$ 5,8 bilhões.  A decisão abre caminho para renovações de pelo menos outros quatro grandes contratos de concessões ferroviárias, que são a Estrada de Ferro Carajás e Estrada de Ferro Vitória-Minas, ambas administradas pela mineradora Vale, além da MRS Logística e Ferrovia Centro-Atlântica (FCA). Em troca de mais 30 anos de contrato, a Vale se comprometeu a construir a Ferrovia de Integração do Centro-Oeste (Fico), que cruza Goiás.