18 de setembro de 2020

Esperava mais

Farol Econômico - Jornal Correio

As licitações dos terminais do Porto de Aratu são um pedido antigo da comunidade portuária baiana. Por um motivo ou outro, nunca aconteceram. O problema é que agora, com a divulgação dos editais, as condições apresentadas deixaram a desejar. Paulo Villa, diretor-executivo da Associação dos Usuários de Portos da Bahia (Usuport) diz que os leilões dos terminais ATU 12 e ATU 18, previstos para o dia 22 de dezembro causou "perplexidade" nos associados da entidade. Os editais prevêem investimentos totais de R$ 1,2 bilhão no ATU 12 e de R$ 396 milhões, ao longo de 25 anos. "A gente acompanha o trabalho que está sendo desenvolvido pelo Ministério da Infraestrutura, mas o projeto que foi colocado é ruim e não atende a economia baiana", lamenta. Ele cita como exemplo o caso do ATU 12, que deverá movimentar granéis minerais. "Numa licitação com prazo de 25 anos, dimensionaram o equipamento para movimentar 3,1 milhões de toneladas por ano, sendo que hoje a movimentação já é de quase isso. São 2,7 milhões de toneladas", explica.

 

https://www.correio24horas.com.br/noticia/nid/atlantic-nickel-vai-investir-us-355-milhoes-no-sul-da-bahia/