Caso não consiga ler este email, por favor clique aqui

Usuport nº 316   
 
16 de Nov de 2017  

13º EAU vai debater projetos de infraestrutura para a Bahia e o Brasil

Os projetos de infraestrutura do governo federal para a Bahia e o Brasil serão apresentados e discutidos durante o 13º Encontro Anual de Usuários (EAU), realizado pela Usuport, no próximo dia 29, às 14h30, na Federação das Indústrias do Estado da Bahia, em Salvador. O tema será abordado em palestra de Adalberto Santos de Vasconcelos, secretário Especial da Secretaria do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI) da Presidência da República. A visão do TCU para a concessão da exploração de bens públicos é outra pauta de grande interesse para o segmento portuário, que será apresentada porJairo Misson Cordeiro, diretor da Secretaria de Fiscalização de Infraestrutura Portuária e Ferroviária do Tribunal de Contas da União (TCU). O diretor-Executivo da Usuport, Paulo Villa, também fará um balanço deste ano e avaliará o cenário logístico para 2018. Clique aqui e confira mais detalhes e como se inscrever .

 
  Usuport vai falar sobre cobrança de THC2 na Câmara Federal  
 

Atendendo a convite da Comissão de Viação e Transportes da Câmara Federal, o diretor-executivo da Usuport, Paulo Villa, participará, no dia 30, de audiência pública sobre a cobrança da tarifa portuária THC2 - "Terminal Handling Charge 2", exigida em duplicação pelos terminais portuários para separação e entrega de cargas importadas, após a descarga do navio. Villa dará contribuições e prestará esclarecimentos sobre o assunto, na qualidade de representante dos importadores brasileiros. A audiência foi proposta pelo deputado Alexandre Valle (PR/RJ), com o objetivo de discutir se a cobrança prejudica a concorrência no setor portuário e se impacta no preço final da carga aumentando, portanto, o Custo Brasil.

 
  Governo lança Programa para alavancar infraestrutura em 2018  
 

O governo federal lançou, no último dia 9, o Programa Agora é Avançar, para alavancar o setor de infraestrutura e promover investimentos no país. Com um orçamento de mais de R$ 130 bilhões até 2018, a iniciativa prioriza 7.439 obras, com investimentos do Orçamento Geral da União (OGU), do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e empresas estatais.O programa prevê a duplicação de 511 quilômetros de estradas, mais de 52 mil quilômetros de recuperação e manutenção e 970 quilômetros de novos trechos; em infraestrutura aérea, 43 empreendimentos distribuídos em 36 aeroportos, sendo 9 em capitais e 27 em aeroportos regionais, entre eles o de Vitória da Conquista (BA). São ações como recuperação de pistas, compras de equipamentos e ampliações de estruturas, estão previstas também obras em 11 terminais portuários e em hidrovias, a construção de 6 hidrovias, a recuperação e manutenção de 1.086 quilômetros de hidrovias e a sinalização de outros 2.190 quilômetros. Também serão construídos 898 quilômetros de ferrovias, incluindo obras de extensão da Ferrovia de Integração Oeste-Leste, entre Ilhéus e Barreiras, na Bahia. Veja a lista completa das obras do programa.

 
  Porto em Santa Catarina quer ser o maior do Sul  
 

O ambicioso projeto, o Porto Brasil Sul (PBS), em fase de licenciamento, pretende tornar-se o maior porto da região Sul e o quinto maior multicargas do país. Com sítio definido na região da Ponta do Sumidouro, Praia do Forte, município de São Francisco do Sul (SC), prevê a instalação de sete terminais e oito berços de atracação, com movimentação projetada de 20 milhões de toneladas/ano. O conceito é de um hub port do Mercosul, com capacidade para receber, a médio prazo e após as obras de adequação do canal de acesso, navios da classe Post Panamax, com até 18 mil TEUs e 220 mil toneladas. Projeto prevê a instalação de sete terminais e oito berços de atracação.

 
  Maersk lança linha direta Brasil-Europa com foco na exportação de frutas  
 

 A MaerskLine está lançando um serviço direto e frequente para a Europa com quatro navios com capacidade de 1.800 TEUs, para suprir a demanda cada vez maior dos produtores de frutas da região Nordeste do Brasil. Os quatro navios, que podem carregar até 400 contêineres refrigerados cada e vão atracar nos portos de Algeciras, Rotterdam e Tilbury, vão substituir o navio SAMMAX (South American Max), que atualmente faz essa rota e tem capacidade de 8.000 TEUs. O serviço começa com a chegada do primeiro navio em 11 de novembro e termina em fevereiro. Produtores dos estados da Bahia, Pernambuco, Rio Grande do Norte e Ceará serão beneficiados pela nova linha.

 
  Porto sem Papel será implantado nos TUPs de todo o país  
 

Criado em 2011 pela Secretaria Nacional de Portos (SNP), o sistema Porto sem Papel será implantado nos Terminais de Uso Privado (TUPs) de todo o Brasil até o final de 2018. O objetivo é promover a desburocratização dos procedimentos de estadia dos navios nos portos brasileiros, de forma a aperfeiçoar os processos de importação e exportação, aumento da eficiência e modernização da gestão portuária. O sistema já funciona em 35 portos públicos do país.

 
  Governo lança sistema para identificação de barreiras à exportação  
 

O Diário Oficial da União do dia 10 publicou o Decreto 9.195 que trata do “Sistema Eletrônico de Monitoramento de Barreiras às Exportações Brasileiras – SEM Barreiras”.  A ferramenta vai auxiliar o governo federal na gestão de barreiras enfrentadas pelos exportadores brasileiros.  O objetivo da iniciativa é o aumento do acesso das exportações brasileiras a mercados estrangeiros por meio da redução ou remoção de entraves comerciais. A ferramenta vai permitir que o exportador informe entraves tarifários e não tarifários identificados em mercados estrangeiros.

 
  Camex abre consulta pública para Agenda Regulatória 2018-2019  
 

A Câmara de Comércio Exterior (Camex) lançou consulta pública para receber contribuições da sociedade sobre as práticas e os problemas que se referem aos órgãos reguladores com impacto no comércio exterior. Os resultados da consulta serão usados como insumos para a elaboração da Agenda Regulatória de Comércio Exterior 2018-2019. Os interessados em participar do processo deverão preencher os formulários e enviá-los ao email  secamex@camex.gov.br  até 08 de janeiro de 2018. Confira mais detalhes aqui.

 
  China investe R$ 35 bi no país e consultoria prevê mais aportes  
 

Segundo a consultoria Dealogic, os investimentos chineses no Brasil, de janeiro a outubro deste ano, movimentaram cerca de US$ 10,84 bilhões (R$ 35,3 bilhões na cotação atual). As aquisições feitas por empresas chinesas saltaram de 6, em 2016, para 17,e vão crescer ainda mais, estimam analistas, que apostam em uma segunda onda de aportes chineses a partir de 2018, com a chegada de novas companhias de grande porte e uma maior diversificação. Ao menos dez grandes empresas já estão em estágios avançados de negociação em áreas como energias renováveis, ferrovias, portos, mineração e papel e celulose. No caso de ferrovias e portos, a entrada dessas companhias já deverá ocorrer no primeiro semestre, com a realização de leilões do PPI (Programa de Parcerias de Investimentos).

 
  Comércio exterior baiano tem crescimento de 12% no ano  
 

Ao se comparar o resultado da movimentação de cargas do comércio exterior baiano nos últimos dez meses, com o de 2016, verifica-se que houve um crescimento de 12%, com um total de 18,1 milhões de toneladas. A movimentação de cargas soltas e em granéis cresceu 14% enquanto a de cargas conteinerizadas diminuiu 3%. As exportações subiram 15%, atingindo aproximadamente 10 milhões de toneladas, e as importações registraram um crescimento de 8%, com cerca de 8,2 milhões de toneladas. Confira relatório completo clicando aqui.

 
 

 

 
Avenida da França, 164 - s/ 309, 40010-000 - Salvador - Bahia   Telefax:(71) 3241-7337 usuport@usuport.org.br
www.usuport.org.br
Não responda este e-mail. Qualquer dúvida entre em contato conosco através de nosso website.