17 de dezembro de 2018 às 00:06

Novas normas da Codeba facilitam a movimentação de cargas em 2019

Medidas visam incentivar as exportações

Novas normas da Codeba facilitam a movimentação de cargas em 2019

Para incentivar as exportações através dos seus portos, a Companhia das Docas do Estado da Bahia adota, há três anos, a isenção da taxa de armazenagem para o chamado “estoque pulmão”, em que as empresas vão juntando cargas, aos poucos, para envio a outros países.

A medida foi renovada mais uma vez pela Autoridade Portuária e entra em vigor a partir de 1º de janeiro de 2019. Nos Portos de Ilhéus e Aratu, a isenção permaneceu para cargas a granel, oriundas de localidades com distância superior a 400 km dos portos, por períodos de 20 dias. Para o Porto de Salvador é válida para as empresas que movimentam, anualmente, a partir de 230 mil toneladas de carga, por períodos de 10 dias. Decorrido esse prazo, entra em vigor o valor estabelecido nas tabelas portuárias.

No caso do Porto de Salvador, caso a empresa não consiga movimentar a quantidade mínima estabelecida, será cobrado o valor retroativo da armazenagem. A Codeba também aprovou nova norma de atracação do Porto de Aratu, que visa diminuir o tempo de espera dos navios e melhora nos níveis de eficiência das operações no terminal portuário, que movimenta anualmente cerca de 7 milhões de toneladas de diversos produtos, dentre eles nafta, fertilizantes, concentrado de cobre e petroquímicos.