16 de agosto de 2018 às 10:05

CNI reúne associações para tratar de escaneamento

Exportadores e importadores solicitam a eliminação imediata da cobrança ilegal.

CNI reúne associações para tratar de escaneamento

Na última terça-feira (14), a Confederação Nacional da Indústria (CNI) reuniu representantes de várias associações para avaliar as contribuições dos usuários dos portos à cobrança da inspeção não invasiva (escaneamento) de contêineres pelos terminais brasileiros, que está em audiência pública pela Antaq, até o próximo dia 24. Exportadores e importadores solicitam a eliminação imediata da cobrança ilegal, que varia entre R$ 80 e R$ 1.020 dependendo do terminal portuário, prejudicando o país, com perda de competitividade pelo aumento do “Custo Brasil”.

Fonte: Ascom/Usuport