16 de julho de 2018 às 09:02

Brasil tem prejuízos com 2,7 mil obras paradas

Estudo aponta para obras de 30 rodovias, 16 aeroportos, 6 portos, 5 ferrovias e 5 hidrovias.

Brasil tem prejuízos com 2,7 mil obras paradas

O estudo “Grandes obras paradas: como enfrentar o problema?”, elaborado pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), a partir de dados do Ministério do Planejamento, aponta que 2.796 obras estão paralisadas no Brasil, sendo 517 (18,5%) do setor de infraestrutura. No estudo aparecem obras de rodovias (30), aeroportos (16), mobilidade urbana (8), portos (6), ferrovias (5) e hidrovias (5). “Além de investir pouco em infraestrutura – apenas 2% do Produto Interno Bruto (PIB) - o Brasil joga no ralo um volume significativo dos recursos aportados no setor, em razão do excesso de obras que são interrompidas antes da entrega. As paralisações consomem recursos sem gerar benefícios para a sociedade e são, em geral, consequência de falhas na forma como o setor público executa seus projetos”, considera a CNI.

Fonte: Ascom/Usuport