08 de maio de 2018 às 08:59

Controle de Tráfego Marítimo de Vitória é integrado ao Porto Sem Papel

Com a integração do VTMIS ao PSP, a programação de atracação e desatracação facilita o gerenciamento de movimentação das embarcações dentro da área de responsabilidade da Codesa. Ainda agiliza a operação e melhora a produtividade.

Mais uma vez o Porto de Vitória avança na tecnologia e modernização. O Sistema de Informação e Gerenciamento de Tráfego de embarcações de Vitória (VTMIS) é o primeiro do Brasil a se integrar ao Projeto Porto Sem Papel (PSP), do Ministério dos Transportes. O PSP é um sistema de informação que elimina formulários em papel, proporcionando um único documento eletrônico (DUV) em tempo real.

Com a integração do VTMIS ao PSP, a programação de atracação e desatracação facilita o gerenciamento de movimentação das embarcações dentro da área de responsabilidade da Codesa. Ainda agiliza a operação e melhora a produtividade.

O coordenador do VTS e controlador responsável pelo sistema do Porto de Vitória, Agostinho Sobral, destaca a importância dessa integração: "Com esse passo, a eficiência e a produtividade no Porto de Vitória serão bem maiores. Estamos felizes com mais este avanço".

A integração foi finalizada na última quinta-feira (03) entre a Coordenação de Gestão do VTS (COGVTS) do Porto de Vitória e a Coordenação Geral de Desempenho e Tecnologia em Informática Portuária do Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil e participação da empresa Indra, parceira na montagem do VTMIS.

Marcos

O VTMIS Vitória foi o primeiro sistema implantado em porto público brasileiro, o primeiro integrado ao Sistema de Informações sobre o Tráfego Marítimo (SISTRAM) da Marinha do Brasil, o primeiro integrado aos serviços aliados: Marinha, Polícia Federal, Receita Federal e, agora integrado ao Porto Sem Papel.

Fonte: Codesa