03 de maio de 2018 às 16:53

Balança comercial tem superávit de US$ 6,142 bilhões em abril

A ligeira queda das exportações e avanço das importações refletem a tendência que deve ser verificada nos próximos meses, avalia o economista da GO Associados, Luiz Fernando Castelli.

A balança comercial brasileira registrou superávit de US$ 6,142 bilhões em abril, de acordo com os dados divulgados pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC). O resultado foi o segundo melhor para o mês, só atrás do saldo positivo de US$ 6,963 bilhões de abril de 2017.

Em abril, as exportações somaram US$ 19,932 bilhões, queda de 3,4% ante abril de 2017, sendo uma redução de 4,0% em semimanufaturados, baixa de 2,9% em básicos e recuo de 2,7% em semimanufaturados em relação ao ano anterior.

A ligeira queda das exportações e avanço das importações  refletem a tendência que deve ser verificada nos próximos meses, avalia o economista da GO Associados, Luiz Fernando Castelli.

"As exportações caíram um pouco, fazia tempo que não acontecia, mas é algo em linha com a safra agrícola menor desta temporada", disse, citando a queda de 2,9% dos embarques de produtos básicos. "É uma trajetória que deve ficar mais clara nos próximos meses, mas não muda o panorama geral", explicou. Para ele, ainda assim, as vendas de produtos brasileiros no exterior devem ficar em terreno positivo no ano. Um fator que pode contribuir com o ritmo dos embarques, explica, é a cotação do dólar, que se valorizou ante o real no último mês.

Já as importações de US$ 13,790 bilhões no mês passado representaram uma alta de 10,3% em relação ao mesmo mês de 2017. Nessa comparação, as compras cresceram 36,2% em bens de capital, 12,2% em bens de consumo, 6,3% em bens intermediários e também 6,3% em combustíveis e lubrificantes.  No acumulado do ano até abril, as exportações têm alta de 7,7% e as importações crescem 14,5% em relação ao primeiro quadrimestre de 2017.

Pelo lado das importações, Castelli deu destaque às compras de bens de capital, que tiveram alta de 36,2% ante abril de 2017. "Foi o componente das importações com maior alta no período. Isso mostra que, apesar da atividade ainda caminhando de lado, o investimento está melhorando", afirma o analista. Ele lembra, entretanto, que parte deste avanço expressivo se deve à fraca base de comparação.

No ano, o superávit comercial soma US$ 20,090 bilhões. Em 2017, o resultado nos quatro primeiros meses do ano foi positivo em US$ 21,365 bilhões.

A previsão do governo para 2018 é que o saldo da balança comercial alcance um saldo acima de US$ 50 bilhões. Para o Banco Central, a projeção é de um superávit de US$ 56 bilhões neste ano.

Fonte: Estadão