04 de dezembro de 2017 às 09:52

CNI quer decisão sobre acordo marítimo Brasil-Chile

-

A Confederação Nacional da Indústria (CNI) está preocupada com a falta de um documento legal e público que dê segurança jurídica para a decisão da Câmara de Comércio Exterior (Camex), que prevê a não renovação do acordo marítimo entre Brasil e Chile. O assunto foi tratado pelo diretor de Desenvolvimento Industrial da CNI, Carlos Abijaodi, durante audiência pública na Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços da Câmara de Deputados, dia 21 de novembro. A Camex decidiu que o tratado bilateral não será renovado quando expirar. No entanto, não há nenhum ato normativo sobre o assunto. O acordo de transporte marítimo entre Brasil e Chile, firmado há 42 anos, criou reserva de mercado no frete de contêineres e monopólio na rota entre os dois países.