03 de abril de 2017 às 15:47

Roubo de cargas aumenta na Bahia

-

Segundo matéria do jornal A Tarde (BA), um estudo da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan) aponta que, entre 2011 e 2016, o roubo de cargas na Bahia cresceu de 215 para 441 casos, ou seja, 105%. O aumento foi constante: 215 registros em 2011, 282 no ano seguinte, 298 em 2013 e um salto para 326 em 2014. No auge da crise financeira, em 2015, foram 436 saques, até chegar aos 441 casos registrados em 2016. Carlos Guimar, da ICTS, empresa de gestão de risco, destaca três problemas: "Pouco investimento em segurança pública, crise socioeconômica e crise moral e ética". Para Rafael Freire, do Núcleo de Comunicação da Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Bahia, os mecanismos da Justiça são lentos e ineficientes. Na Bahia, a via mais perigosa é a BR-242, que registrou 50 casos em 2016. É seguida pela BR-116 (26 ocorrências) e a BR-324 (25).